Sub-categorias

Notícia

14 vítimas dos fogos ‘esquecidas’ na Justiça

Provedoria já deu ordem de pagamento para 155 familiares ou herdeiros com direito a compensação.
Por João Carlos Rodrigues|11.02.18
As tragédias de Pedrógão Grande e de 15 de outubro provocaram, oficialmente, 112 vítimas mortais. O Governo – através de um comissão constituída por três juízes – estabeleceu em 70 mil euros o valor mínimo das indemnizações a atribuir aos familiares e herdeiros. Mas a quatro dias de terminar o prazo estabelecido para a entrega dos requerimentos à Provedoria de Justiça, há 14 casos ‘esquecidos’. Ninguém se apresentou como legítimo titular do direito à indemnização.

De acordo com dados da Provedoria de Justiça divulgados pelo ‘Expresso’, até agora foram apresentados pedidos de indemnização relativos a 98 vítimas mortais. Como cada vítima pode dar origem a mais do que um pedido conforme o número de familiares com direito a indemnização, já foram entregues 238 requerimentos. Destes, a Provedoria já apresentou 155 propostas de indemnização, 137 das quais foram aceites.

De acordo com o último balanço, feito há duas semanas, o valor pago pelo Estado atingia em média os 188 mil euros. A provedora Maria Lúcia Amaral explicou que os primeiros requerimentos deram entrada a 14 de dezembro de 2017 e as primeiras ordens de pagamento foram enviadas ao primeiro-ministro a 5 de janeiro. Até agora, o valor entregue em compensações às famílias já ultrapassa os 5,1 milhões de euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!