“Abre o cofre ou mato o teu marido”

"Abre o cofre ou mato o teu marido". Foi com esta agressividade que o quarteto que roubou a residência de Victor Vieira, 69 anos, se dirigiu à mulher do ourives assaltado e espancado, anteontem, em Espinho. O casal, que perdeu mais de dez mil euros, já regressou ontem ao trabalho.
07.06.09
  • partilhe
  • 0
  • +
“Abre o cofre ou mato o teu marido”
Vítimas voltaram ao trabalho, apenas um dia depois do violento assalto

"A vida continua. Tínhamos imensas encomendas para entregar e, nesta altura de baptismos, não podemos dar-nos ao luxo de não vir trabalhar. Temos de seguir em frente", disse Victor Vieira ao CM.

Com as marcas das agressões bem vincadas na face, o ourives relembrou o momento em que lhe foram apontadas uma metralhadora e pistolas. "Temi pela vida. Eles eram portugueses, jovens, entraram com capuzes a tapar a cara e vestidos todos de preto", descreve o comerciante.

Para Victor, o assalto foi premeditado: a forma como os ladrões actuaram leva o ourives a pensar que foi "tudo planeado". "Eles sabiam o que queriam. Nunca me apercebi que estivesse a ser seguido por alguém, porque uma pessoa também não pensa nisso até acontecer uma tragédia destas", afirma o dono da ourivesaria Victor, situada no centro de Espinho e que já foi alvo de furtos no passado.

O comerciante e a mulher têm recebido a solidariedade dos amigos. "É bom saber que temos quem nos ajude nestas alturas. Mas custa ter de relembrar tudo o que se passou", confessa Victor Vieira.

A PJ investiga, mas os ladrões estão ainda a monte.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!