Sub-categorias

Notícia

Acidentes brutais tiram duas vidas

Dois acidentes brutais tiraram ontem a vida a uma mulher e a um homem, em Barcelos e em Vizela. Na A11, em Vila Seca, Barcelos, um jipe despistou-se e voou sobre o rail, caindo numa ravina de dez metros. A passageira, Ana Lúcia, de 30 anos, morreu já no hospital. Em Vizela, Júlio Torres, de 45 anos, também não resistiu a uma violenta colisão entre dois automóveis, cujos condutores acusaram uma taxa de alcoolemia superior à taxa-crime (1,2 g/l).

24.10.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Acidentes brutais tiram duas vidas
Carros onde iam as vítimas mortais ficaram destruídos. Em Vizela eram visíveis os sinais do choque aparatoso Foto Fátima Vilaça

Em Barcelos, Ana Lúcia Santos, uma brasileira residente em Lamaçães, Braga, seguia ao lado de Nuno Ferreira, que conduzia o jipe Grand Cherokee, ontem, cerca das 09h15. A dois quilómetros das portagens de Apúlia, na A11, o carro despistou-se e voou sobre o rail, caindo num campo de cultivo a cerca de dez metros. A mulher acabou por falecer no Hospital de Barcelos. O condutor, natural de Esposende e de 28 anos, teve alta.

Já em Vizela, Júlio Torres, um operário fabril, de 45 anos, seguia no banco de trás de um Volkswagen Golf, ontem, às 04h50, quando, junto à escola, em Santo Adrião, Vizela, o condutor decidiu fazer inversão de marcha. Quando estava atravessado na estrada foi abalroado por um Mercedes. O homem, solteiro e a residir em Barrosas, Lousada, morreu já no Hospital de Guimarães.

Também ontem, em Rendufe, Amares, um homem de 45 anos ficou gravemente ferido num acidente com três carros. Duas mulheres, de 18 e 67 anos, sofreram ferimentos ligeiros.

HOMEM FERIDO AO DESVIAR-SE DE SINAL NA A3

Um homem de 40 anos ficou ontem gravemente ferido na sequência de um acidente na A3, numa zona de obras, na Trofa. José Valente, natural de Oliveira do Douro, em Gaia, terá perdido o controlo do carro quando se desviava de um sinal de trânsito que foi projectado para a via devido ao forte vento.

José Valente colidiu na placa de betão, que serve de separador central, e sofreu graves lesões por todo o corpo. Foi reanimando no local pelos bombeiros e ao fecho desta edição tinha sido transportado para o hospital de S. João, no Porto.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub