Sub-categorias

Notícia

Acusados de lenocínio em silêncio no julgamento

Arguidos começaram a ser julgados esta quarta-feira.
30.11.16
  • partilhe
  • 1
  • +
Acusados de lenocínio em silêncio no julgamento
Foto Nuno Fernandes Veiga
Os três antigos gerentes de uma casa de alterne em Palmeira, Braga, remeteram-se esta quarta-feira ao silêncio no início do julgamento do processo em que respondem pelo crime de lenocínio, no Tribunal Judicial daquela comarca.

Os arguidos, dois homens e uma mulher, estão acusados pelo Ministério Público (MP) de, pelo menos entre novembro de 2012 e janeiro de 2015, se terem dedicado "ao aproveitamento do ganho de mulheres que se dedicavam à prostituição, através da exploração do estabelecimento comercial denominado Quinta de S. José".

O MP diz que as mulheres cobravam 40 euros por 40 minutos de sexo em quarto simples, valor que subiria para 60 a 80 euros quando se tratasse de um quarto com jacuzzi.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub