Sub-categorias

Notícia

Advogados inventam carreiras contributivas

Objetivo era conseguirem reformas e subsídios. Ficaram em silêncio perante a juíza.
Por Fátima Vilaça e Tânia Laranjo|30.11.16
Ernesto Salgado era tratado no grupo por "patrão". Era o advogado, tido como um dos mentores do esquema criminoso que lesou a Segurança Social em 15 milhões de euros e que pagava aos testas de ferro.

Era também ele quem garantia o pagamento das avenças aos contabilistas que participavam nos negócios. O advogado fazia parceria com o irmão, também advogado e antigo diretor da Segurança Social de Braga. Chegaram ao ponto de criar carreiras contributivas fictícias.

Conseguiam desta forma reformas e subsídios. Esta terça-feira, Ernesto Salgado remeteu-se ao silêncio perante a juíza de instrução criminal, assim como os restantes sete coarguidos detidos pela Polícia Judiciária de Braga na segunda-feira, no âmbito da operação Trapos Soltos.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub