Sub-categorias

Notícia

Ambiente suspende alta tensão entre Carregado e Rio Maior

O Ministério do Ambiente decidiu suspender a emissão da Declaração de Impacto Ambiental à nova linha eléctrica de alta tensão Carregado- Rio Maior por haver uma avaliação ambiental desfavorável, informou esta quarta-feira a Agência Portuguesa do Ambiente.
03.08.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Ambiente suspende alta tensão entre Carregado e Rio Maior
O facto de a linha atravessar nove freguesias de Alenquer influenciou a decisão Foto Paulo Canhoto / Lusa (Arquivo)

A agência esclarece, numa nota enviada à Lusa, que a "declaração de impacto ambiental relativa ao projecto da Linha Eléctrica Carregado-Rio Maior ainda não foi emitida uma vez que o prazo previsto para a emissão foi suspenso pela Secretaria de Estado do Ambiente para audiência prévia" do proponente.

Em causa, está uma "decisão desfavorável" da comissão de avaliação ao Estudo de Impacto Ambiental do projecto, que esteve em consulta pública entre 28 de Fevereiro e 26 de Abril deste ano.

Durante a consulta pública, a Agência Portuguesa do Ambiente recebeu pareceres de 11 entidades, de acordo com o respectivo relatório a que a Lusa teve acesso: as câmaras de Alenquer e Vila Franca de Xira, a Assembleia Municipal de Alenquer, a associação ambientalista Alambi e as juntas de freguesia de Olhalvo, Santana da Carnota, Pereiro de Palhacaca, Carregado, Cadafais e Aldeia Gavinha, todas do concelho de Alenquer.

Entre os principais argumentos desfavoráveis ao projecto está o facto de a nova linha de alta tensão atravessar, por via aérea, nove freguesias do concelho de Alenquer numa extensão de 30 quilómetros de uma ligação total de 56 quilómetros, refere o relatório.

Autarquias e Alambi defenderam que a linha vai atravessar "zonas urbanas e rurais de grande povoamento" e zonas de expansão urbana e traz impactos negativos ao concelho, desde logo pondo em causa importantes habitats naturais da Serra do Montejunto.

Por outro lado, traz prejuízos ao desenvolvimento socioeconómico do concelho, ao passar por zonas ecológicas e áreas de cultivo de vinha significativas que, ao serem afectadas, podem pôr em causa a economia vitivinícola do concelho.

A futura linha de alta tensão, que ligará as subestações do Carregado (Alenquer) e de Rio Maior, vem "reforçar o abastecimento de energia à região da Grande Lisboa, devido à pressão urbana" existente, justifica a Rede Eléctrica Nacional no mesmo estudo.

O documento demonstra que em causa está um consumo médio de dois mil megawatts, prevendo-se três mil nos próximos 10 a 12 anos.

A nova linha cruza os concelhos de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Caldas da Rainha, Vila Franca de Xira, Azambuja e Rio Maior, ficando a maior área atravessada no concelho de Alenquer.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub