Sub-categorias

Notícia

Antigo presidente de Junta em Porto de Mós acusado de peculato

Antigo autarca apoderou-se, alegadamente, de mais de 121 mil euros da freguesia.
13.10.17
  • partilhe
  • 2
  • +
Antigo presidente de Junta em Porto de Mós acusado de peculato
Juiz Foto Getty Images
O Ministério Público em funções no Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria acusou um antigo presidente da Junta de Freguesia de Serro Ventoso, Porto de Mós, do crime de peculato, disse fonte do Tribunal de Leiria.

No despacho de acusação publicado no 'site' do Ministério Público (MP) da Comarca de Leiria, lê-se que foi imputado a um antigo presidente da junta a prática, "em autoria material, de um crime de peculato, na forma continuada, consignando que o mesmo incorre na sanção acessória de proibição do exercício da função".

Segundo o documento, no âmbito das suas funções de presidente de uma Junta de Freguesia situada na Comarca de Leiria, cabia ao arguido gerir as duas contas bancárias de que aquela é titular e o numerário nelas existente em proveito da comunidade, quantias que estavam na sua posse e que lhe eram acessíveis em razão das suas funções".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub