António Costa diz que declarações sobre incêndios foram “descontextualizadas”

Primeiro-ministro havia dito que "Monchique é a exceção que confirma a regra do sucesso".
09.08.18
O primeiro-ministro, António Costa, garantiu que as declarações proferidas esta quarta-feira sobre os incêndios em Monchique foram "descontextualizadas e deturpadas".

"O primeiro-ministro não só não procurou desdramatizar ou desvalorizar a gravidade da situação em Monchique como disse, pelo contrário, que a situação era alarmante e ia agravar-se", pode ler-se na nota enviada pelo gabinete do primeiro-ministro.

Recorde-se que o primeiro-ministro disse na passada quarta-feira, a partir das instalações da Autoridade Nacional de Protecção Civil, em Carnaxide, que "Monchique é a excepção que confirma a regra do sucesso". Costa acrescentou que "não vale a pena alimentar a ilusão de que o fogo vai ser apagado nas próximas horas" antes pelo contrário, "deverá, aliás, agravar".

"O facto de ao fim de cinco dias de incêndio felizmente não termos nenhuma vida a lamentar, termos um número reduzido de feridos e termos incerto o número de construção afectadas, significa que a execução do plano e as suas prioridades tem vindo a ser seguida", elogiou, deixando uma "palavra de confiança no trabalho da Protecção Civil".


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!