Sub-categorias

Notícia

Apenas 14 camas para 30 polícias em Fátima

Segurança Pessoal da PSP dormiu em camarata e nos carros.
Por Rui Pando Gomes|18.05.17
A operação de segurança em torno da visita do Papa Francisco a Portugal foi considerada um sucesso mas ocorreram alguns constrangimentos, principalmente no alojamento das forças de segurança. Cerca de mil militares da GNR foram obrigados a dormir em colchões, num colégio e num pavilhão e, sabe o CM, 30 elementos do Corpo de Segurança Pessoal (CSP) da PSP tiveram que dividir 14 camas numa camarata improvisada.

A passagem do chefe máximo da igreja católica por Portugal foi acompanhada por mais de seis mil operacionais, de todas as forças policiais e ramos das Forças Armadas. Os elementos do CSP da PSP, considerados os polícias invisíveis, foram os que estiveram mais próximos e mais tempo ao lado de Francisco, nos dois dias de visita.

Ao que o CM apurou, os 30 elementos destacados para a missão ficaram alojados na mesma habitação em que dormiu o Papa, a Casa do Carmo, em Fátima. Como só havia 14 camas improvisadas, que ainda tiveram que ser divididas com quatro elementos do INEM, muitos dos operacionais foram obrigados a dormir dentro de automóveis. O CM questionou a Direção Nacional da PSP mas não obteve resposta.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De sword18.05.17
    é sempre, mas sempre a mesma coisa, e calha sempre, mas sempre aos mesmos. <br/>já fui militar e isso acontecia sempre assim. aonde aconteceu, ainda mais fico na duvida se devo acreditar na igreja e em milagres. e se TODOS eles boicotassem os serviços ali, na hora? seriam punidos logo, não era?
2 Comentários
  • De  Anónimo 18.05.17
    Então agora os inúteis do Sindicato de Profissionais de Policia não desmente a noticia conforme fez com os colegas da GNR? Também é mentira?
    Responder
     
     0
    !
  • De sword18.05.17
    é sempre, mas sempre a mesma coisa, e calha sempre, mas sempre aos mesmos.
    já fui militar e isso acontecia sempre assim. aonde aconteceu, ainda mais fico na duvida se devo acreditar na igreja e em milagres. e se TODOS eles boicotassem os serviços ali, na hora? seriam punidos logo, não era?
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub