Sub-categorias

Notícia

Assume culpa por ter colhido e morto 5 peregrinos

“Magoei muita gente”, disse Levan Moseshvili.
Por Paula Gonçalves e Mário Freire|13.09.17
"Fui eu que causei esta tragédia", admitiu ontem no Tribunal de Coimbra Levan Monseshvili, de 26 anos, o condutor que em 2015 atropelou mortalmente cinco peregrinos de Mortágua e deixou feridos mais quatro que circulavam no IC2 em direção a Fátima.

No julgamento assumiu "100%" da culpa no acidente, mas disse não estar embriagado, ao ser confrontado com a taxa de álcool de 0,9 g/l que apresentava. "Tinha bebido umas cervejas, mas não estava embriagado", referiu, admitindo também ter dado "uma ou outra passa" com os amigos, justificando assim a presença de substâncias psicotrópicas.

O arguido não conseguiu explicar o acidente, dizendo apenas que o carro fugiu e não conseguiu controlá-lo, mas assegurou que circulava com "a velocidade adequada". Aparentemente nervoso, Levan Monseshvili disse ainda que a sua vida mudou depois do despiste. "Nada é como antes", referiu, sem adiantar pormenores: "Magoei muita gente.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub