Sub-categorias

Notícia

Autarcas denunciados por negócios suspeitos

Fernando Lopes, presidente da Câmara de Castanheira de Pera, e dois vereadores do actual executivo, José Ribeiro, presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Prazilândia, e um vogal do Conselho de Administração da mesma empresa, estão a ser investigados por suspeitas de, entre outros crimes, abuso de poderes, prevaricação, participação económica em negócio, administração danosa, apropriação ilegítima e falsificação de documentos.

23.07.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Autarcas denunciados por negócios suspeitos
Executivo e empresa municipal de Castanheira de Pera estão a ser investigados Foto direitos reservados

O CM confirmou que a investigação está a ser desenvolvida pela Polícia Judiciária e tem por base uma participação criminal apresentada no Ministério Público, denunciando um conjunto de processos levados a cabo, quer pela câmara, quer pela empresa, que terão lesado o município em "mais de 150 mil euros" nos últimos seis anos.

Confrontado com o caso, o presidente da Câmara explicou ao CM que, até à data, não foi notificado do processo. "Não tenho conhecimento de nada", afirmou, escusando-se a tecer mais comentários.

O processo foi entregue no dia 24 de Abril, por um munícipe de Castanheira de Pera, no Ministério Público. O CM apurou que reúne um conjunto de documentos que estarão já a ser investigados. Uma das situações apontadas como das mais lesivas para o município (em mais de 100 mil euros) é a execução de alguns contratos, pela empresa municipal em 2011, por ajuste directo, com "falsificação de documentos", com o objectivo de ocultar os factos e esconder as ilegalidades. São denunciados também outros negócios, envolvendo decisões da empresa Prazilândia e mesmo da câmara municipal.

O autor da denúncia, que pediu o anonimato, espera "que os responsáveis por estas práticas sejam punidos".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
6 Comentários
  • De Pedro13.03.13
    Dizem que é mentira será ??? n sei
    Responder
     
     0
    !
  • De Carlos26.07.12
    150 mil euros para 5 pessoas em 6 anos? Cá para mim é mais uma das "denúncias" em que alguns que se dizem castanheirenses são férteis...
    Responder
     
     0
    !
  • De MIKITO24.07.12
    Mas que se passa neste pobre País ? Não admira que Portugal esteja economicamente á BEIRA DO ABISMO com tanta gente a roubar descaradamente. Pergunto, e a Câmara de Sintra, não se passa NADA em relação a falcatruas ? HÃ!
    Responder
     
     0
    !
  • De helena23.07.12
    Fisacalizem, apurem bem os autarcas a norte do Porto e do V.N.de Gaia!
    Responder
     
     1
    !
  • De Maggie23.07.12
    É pena, à semelhança de casos anteriores, estes "senhores" ficarem impunes. Numa altura de crise em q o governo rouba descaradamente gente séria q trabalha, n obriga esta cambada de corruptos a pagar o q nos rouba!!!
    Responder
     
     1
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub