Sub-categorias

Notícia

Casino condenado a pagar 83 mil euros a cliente viciado no jogo

O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a condenação do Casino de Espinho ao pagamento de uma indemnização de 82.893 euros a um cliente viciado no jogo, que em dois anos ali "destruiu" uma fortuna.
17.04.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Casino condenado a pagar 83 mil euros a cliente viciado no jogo
A seu pedido, o cliente tinha sido proibido pela Inspecção Geral de Jogos (IGJ) de frequentar, durante dois anos, quaisquer salas de jogo, mas o Casino de Espinho continuou a facultar-lhe a entrada Foto Arquivo CM

A seu pedido, o cliente tinha sido proibido pela Inspecção Geral de Jogos (IGJ) de frequentar, durante dois anos, quaisquer salas de jogo, mas o Casino de Espinho continuou a facultar-lhe a entrada.

Segundo o tribunal, o casino não se ficou pela omissão do cumprimento da notificação da IGJ, tendo ainda adoptado condutas que "aliciavam" o cliente a deslocar-se até às suas instalações, enviando-lhe convites para eventos sociais e para pernoitar no seu aparthotel e oferecendo-lhe gratuitamente os serviços de bar da sala de máquinas e do restaurante.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

Economia

Vice de Angola protege procurador no BCP

Vice de Angola protege procurador no BCP

Acusação do Ministério Público revela que Orlando Figueira só continuou a exercer funções no banco porque a contratação tinha sido feita a pedido do vice-presidente de Angola.

pub