Cheguei a passar um cheque de 60 mil euros

Um empresário de Leiria, abordado pela mulher suspeita de ter burlado 85 pessoas em perto de três milhões de euros, com a ajuda de outros indivíduos, como o CM noticiou ontem, afirma que “qualquer pessoa acreditaria na sua conversa, pois parecia uma pessoa honesta”.
31.05.07
  • partilhe
  • 0
  • +
Cheguei a passar um cheque de 60 mil euros
A suspeita está presa Foto Ricardo Graça
“Cheguei a ter um cheque de 60 mil euros passado em nome dela”, contou ontem Ramiro Santos, adiantando que a suspeita “ligou para uma juíza a combinar a entrega do cheque”. Só começou a desconfiar quando lhe disse que “o negócio tinha de ser feito naquele dia” e não podia ver os apartamentos à venda em hasta pública, apresentados através de editais que retirara do átrio do Tribunal de Leiria.
Antes de entregar o cheque à burlona, Ramiro Santos foi contar as suas desconfianças às autoridades, mas teve “muita dificuldade” em ser levado a sério. “Só na PSP é que acreditaram em mim”, disse o empresário, adiantando que antes disseram-lhe que “não estavam a ver nenhum crime”, e no Tribunal de Leiria quem o atendeu informou--o de que era “impossível ela ter arrancado os editais” pois o átrio do edifício tem videovigilância. Graças à denúncia do empresário, a mulher, de 36 anos, foi detida pela PSP e julgada por um crime de arrancamento de editais, em Dezembro passado. Na altura estava em prisão preventiva, à guarda deste processo de burlas cuja investigação foi agora concluída pela PJ de Leiria. Além da mulher, que tem cinco filhos menores, há mais 13 arguidos, um deles em prisão preventiva.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!