Sub-categorias

Notícia

Suspeito de empurrar mulher para ravina diz que não a queria magoar

Arguido está acusado de crime de ofensa à integridade física agravada pelo resultado e outro de omissão de auxílio.
14.02.18
O homem que o Tribunal de Santa Maria da Feira começou esta quarta-feira a julgar por ter empurrado para uma ravina uma mulher que lhe recusou um cigarro disse que não teve intenção de magoar a vítima, que acabaria por morrer.

"Nunca pensei que lhe pudesse causar ferimentos ou a morte. Aquilo foi tão rápido. Se fosse hoje não fazia o mesmo. Ia-me embora", disse o arguido, admitindo que agiu "de cabeça quente", depois de a vítima o ter insultado e lhe ter batido.

O arguido, a residir na Suíça, está acusado de um crime de ofensa à integridade física, agravada pelo resultado, e outro de omissão de auxílio.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!