Sub-categorias

Notícia

Condenado a 6 anos de prisão por matar cinco peregrinos

Familiar de vítima mortal considera a pena branda.
Por Paula Gonçalves e Mário Freire|07.12.17
  • partilhe
  • 2
  • +
"Seis anos é pouco para quem matou cinco pessoas. Fiquei desiludido". Foi desta forma que Jorge Mendes - pai de um jovem de 18 anos que morreu no IC2 quando fazia uma peregrinação a Fátima - reagiu à decisão do Tribunal de Coimbra que esta quarta-feira aplicou seis anos de prisão efetiva ao condutor que atropelou mortalmente o filho e mais quatro pessoas em maio de 2015. O acidente fez ainda quatro feridos.

Família das vítimas de atropelamento revoltadas com decisão do tribunal
Durante a leitura do acórdão, a presidente do coletivo considerou que o arguido, de 26 anos, "foi irresponsável para si próprio e para as demais pessoas", ao conduzir alcoolizado (tinha uma taxa de 0,9 g/l) e após consumir drogas.

Levani Moseshvili - que atropelou nove pessoas de um grupo de 80 que se deslocava de Mortágua para Fátima na berma do IC2 em Cernache, Coimbra - foi ainda condenado a pena acessória de proibição de conduzir durante um ano e meio.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub