Sub-categorias

Notícia

Costa promete baixar fatura energética mas com respeito pelos contratos

Primeiro-ministro alegou que Portugal um "é Estado de direito" e os contratos "têm de ser cumpridos".
Por Lusa|05.12.17
  • partilhe
  • 1
  • +

O primeiro-ministro prometeu esta terça-feira "continuar" a baixar a fatura energética de forma "consistente", mas demarcou-se do caminho proposto pelo Bloco de Esquerda, alegando que Portugal um "é Estado de direito" e os contratos "têm de ser cumpridos".

António Costa assumiu esta posição em conferência de imprensa, no final da 13ª Cimeira Luso-Marroquina, em Rabat, depois de interrogado sobre as razões de se ter oposto à proposta do Bloco de Esquerda para aplicar uma taxa às empresas produtoras de energias renováveis - medida que chegou a ser votada favoravelmente pelo PS, mas que depois foi chumbada pelo mesmo partido.

Na resposta, o primeiro-ministro demarcou-se desse caminho para a redução da fatura energética, alegando que Portugal "é um Estado de direito" e "os contratos são para ser cumpridos".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub