Depoimentos de amigos de triatleta de Alenquer não batem certo

Local onde foi encontrado o cadáver leva a Polícia Judiciária a fechar o cerco às pessoas mais próximas.
Por Tânia Laranjo|30.08.18
São vários os depoimentos contraditórios recolhidos pela Polícia Judiciária na investigação à morte do triatleta Luís Miguel Grilo, de 50 anos, encontrado nu e com um saco na cabeça, sexta-feira, em Avis - a mais de 130 km de Vila Franca de Xira, local onde desapareceu a 16 de julho.

PJ vasculha passado do triatleta assassinado em Avis
São muitos os que garantem que não fazia sentido a vítima ter feito aquele treino naquele dia após uma competição recente na Alemanha.

O técnico da equipa Wikadoo diz que o treino contrariava as rotinas do triatleta. Luís Grilo, que segundo a mulher saiu de casa às 16h00 dizendo que regressava hora e meia depois, não deveria ter treinado naquele dia.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!