EDP pagou bónus de 20 milhões a construtoras do Lava-Jato e Operação Marquês

Transferência carecia de qualquer justificação e o pagamento levantou objecções dentro da empresa liderada por António Mexia.
16.03.18
A EDP fez transferências no valor de quase 20 milhões de euros para o consórcio luso-brasileiro formado pelas construtoras Lena e Odebrecht. A transferência carecia de qualquer justificação e o pagamento levantou objecções dentro da empresa liderada por António Mexia, tendo sido responsável pelo aumento de 55% do custo da Barragem do Baixo Sabor, em Trás-os-Montes. A barragem acabou por custar 760 milhões de euros.

A quantia acordada da transferência foi feita já depois de a infra-estrutura ter sido inaugurada e no contexto de uma negociação confinada ao círculo restrito da EDP e das duas outras empresas, apurou o jornal Público.

Já na fase final do projecto da construção da barragem, a Odebrecht e a Lena inscreveram num documento a verba adicional que queriam receber, mas que tinham dificuldade em justificar e que a EDP dificilmente conseguia legitimar. As empresas decidiram então não recorrer ao tribunal arbitral e ajustaram a verba reclamada para um valor ligeiramente abaixo dos 20 milhões pedidos pelas duas empresas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!