Sub-categorias

Notícia

Empresário implicado em rede de tráfico humano

Carlos Pinto foi investigado em Portugal.
Por Manuel Jorge Bento e João Tavares|30.11.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Empresário implicado em rede de tráfico humano
Carlos Pinto ficou preso após agressões violentas à mulher, Eliza, em Vigo Foto Direitos Reservados
Carlos Pinto, o empresário acusado de tentar matar a mulher, Eliza, no hotel Palácio de Vigo, na Galiza (Espanha), em maio, foi investigado em Portugal como implicado numa rede de tráfico de mulheres brasileiras para exploração sexual. Não foram, no entanto, encontradas provas. É o que consta do processo que está no Julgado de Violência Contra a Mulher de Vigo, de acordo com o jornal ‘La Voz de Galicia’.

A defesa de Carlos Pinto alega que a mulher descobriu os intentos secretos do marido e quis vingar-se – por tê-la colocado como administradora de empresas que defraudavam o Fisco. Naquele dia, agrediu-a em legítima defesa.

A advogada oficiosa de Eliza indica que Carlos Pinto subscreveu um seguro de saúde no qual se ela sofresse um acidente no estrangeiro a indemnização chegaria aos 300 mil euros.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub