Condenado por atear fogo florestal obrigado a ficar em casa durante fase de incêndios

Homem foi condenado a uma pena suspensa de quatro anos de prisão.
12.02.18
O homem acusado de ter ateado três incêndios florestais no concelho de Oliveira de Azeméis, em 2016, foi condenado a uma pena suspensa de quatro anos de prisão. A informação está a ser avançada pela TVI24.

A leitura do acórdão decorreu esta manhã de segunda-feira no Tribunal de Santa Maria da Feira. Para além da condenação principal, o homem, de 46 anos, que já tinha realizado um curso de primeiros socorros no passado, vai ficar ainda sujeitoà obrigação de permanência na habitação com pulseira eletrónica no período de 1 de julho a 30 de setembro (fase crítica de incêndios). 

A suspensão da pena fica sujeita a regime de prova, que incluirá a obrigação de o arguido continuar o tratamento ao consumo excessivo do álcool.

Durante o julgamento, o arguido negou todas as acusações, apesar do depoimento de várias testemunhas que dizem tê-lo visto próximo de locais onde ocorreram os incêndios.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!