Sub-categorias

Notícia

Ex-funcionária da PJ do Porto que furtou ouro conhece decisão judicial

MP pede pena efetiva para antigo companheiro, acusada de ser mentor do plano.
Por Lusa|15.02.18
Uma ex-funcionária da Polícia Judiciária (PJ) do Porto que se apropriou de objetos em ouro do cofre desta força policial, entre 2014 e 2015, deverá conhecer hoje a decisão judicial no Tribunal São João Novo, no Porto.

A arguida, que tinha acesso ao cofre transitório geral da PJ onde eram depositados metais preciosos, situado na cave do edifício, valeu-se desse facto e apropriou-se, com a ajuda do companheiro, de objetos em ouro, nomeadamente de duas barras de ouro com 5.526,796 gramas no valor de 178 mil euros, refere a acusação do Ministério Público (MP), a que a Lusa teve acesso.

Os crimes terão ocorrido entre 14 de outubro de 2014 e 07 de abril de 2015, salienta.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!