Sub-categorias

Notícia

Ex-gerente bancário condenado a sete anos de prisão por burlar clientes

Arguido foi condenado a pagar uma indemnização de cerca de cinco milhões de euros ao BPN.
Por Lusa|18.04.17

O Tribunal de Santa Maria da Feira condenou esta terça-feira a sete anos de prisão um ex-gerente bancário de 50 anos suspeito de ter burlado vários clientes do BPN, vendendo produtos financeiros como se fossem depósitos a prazo.

O arguido, que não assistiu à leitura do acórdão, foi condenado por 27 crimes de burla qualificada, 31 crimes de falsificação de documento e um crime de infidelidade. Em cúmulo jurídico, foi-lhe fixada uma pena única de sete anos de prisão, mas a soma das penas parcelares aplicadas ascendeu a 111 anos.

"A conduta deste senhor é extremamente grave porque contribui para que as pessoas comecem a guardar o dinheirinho debaixo do colchão outra vez, como os nós avós faziam. Portanto, descredibiliza o sistema financeiro português. É mais uma acha para a fogueira", disse o juiz presidente que, durante a leitura do acórdão, explicou que se deu como provado o "grosso" dos factos descritos na pronúncia.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De ZédaAustralia18.04.17
    7 anos e' muito pouco para este vigaro/ladrao!
1 Comentário
  • De ZédaAustralia18.04.17
    7 anos e' muito pouco para este vigaro/ladrao!
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub