Sub-categorias

Notícia

Ex-provedor arguido em caso de peculato

Acusado de contratação de funcionária sem qualificações na Santa Casa, entre outros crimes.
Por Tiago Griff|19.10.16
  • partilhe
  • 2
  • +
Ex-provedor arguido em caso de peculato
Manuel José Romana Martins foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Tavira até dezembro de 2013 Foto Luís Costa
Está previsto para esta manhã, no Tribunal de Faro, a primeira sessão do julgamento do ex-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Tavira, Manuel José Romana Martins. É acusado dos crimes de peculato, falsificação de documentos e abuso de poder durante o mandato, que terminou em 2013.

O culminar das investigações remonta à manhã de 15 de maio de 2013, dia em que as instalações da Santa Casa da Misericórdia de Tavira foram alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária.

Segundo apurou o CM, a suspeita de abuso de poder teve origem na contratação de uma funcionária que, alegadamente, não teria a formação adequada para o cargo. No caso de peculato e falsificação de documentos, a investigação apontava para várias situações em que os utentes da Santa Casa da Misericórdia foram coagidos a abrir contas bancárias.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub