Gang lança pânico em restaurante

Um grupo de nove pessoas jantava tranquilamente no interior da Churrasqueira Nova do Ginjal, na noite de anteontem, no Monte de Caparica, Almada, quando quatro homens armados entraram naquele espaço. Roubaram cerca de 300 euros, os brincos de ouro de uma das clientes, agrediram a soco um outro e ainda deram uma coronhada na cabeça de um funcionário. Deixaram em pânico o grupo de clientes, no qual se incluíam duas crianças. Fugiram para parte incerta.
18.02.13
Gang lança pânico em restaurante
Foto Ricardo Cabral

O ataque armado deu-se pouco passava das 21h00, no restaurante situado na Azinhaga do Ginjal. Protegidos pela noite e pelo movimento praticamente nulo naquele lugar, os ladrões, armados com uma caçadeira de canos sobrepostos, entraram a correr na churrasqueira, onde estavam os nove cliente – todos eles pertencentes ao mesmo grupo – e quatro funcionários.

Três dos ladrões – o quarto terá ficado à porta a fazer vigia – começaram por invadir a sala mais perto da porta de entrada, onde fica a caixa registadora do restaurante. Ordenaram aos funcionários para que se deitassem no chão. Um deles, sobrinho dos proprietários, apenas se ajoelhou, sendo de imediato agredido com uma coronhada na cabeça. O dono foi obrigado a entregar o dinheiro que tinha em caixa.

Insatisfeitos com o montante roubado, o gang, sempre de caçadeira em riste, invadiu a sala de refeições, onde estavam os clientes, que se aglomeravam numa única mesa. Lançaram o pânico entre os presentes, entre os quais se encontrava um bebé de colo e uma criança com cerca de seis anos. Os ladrões aproximaram-se da vítima, e um deles arrancou os brincos de ouro de uma senhora com cerca de 55 anos. Um outro homem foi agredido a murro na cara, ficando com um hematoma na zona da testa.

"Eles entraram a gritar para que todos se deitassem no chão e a pedir todo o dinheiro da caixa. De seguida, atacaram as pessoas que estavam a jantar", contou ao CM uma testemunha. "Estavam todos em pânico, e as crianças só choravam. Um deles depois começou a gritar para se irem embora e saíram a correr. A GNR chegou muito depressa, mas eles já tinham fugido." A Judiciária de Setúbal investiga.

Segundo o CM apurou no local, junto a moradores, a zona está a tornar-se cada vez mais insegura. "Sempre tivemos alguma paz aqui nesta área, mas nos últimos tempos só se ouve falar em assaltos. Ainda há dias, uma vizinha nossa ia a chegar a casa e foi atacada por dois rapazes. Ela começou a gritar, e eles fugiram."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
13 Comentários
  • De Português18.02.13
    Não corram com eles, não, que não é preciso.
    Responder
     
     0
    !
  • De Tyjaquim18.02.13
    Acabar logo com eles...nada de tribunais...acabar com eles logo na hora...só assim é que se consegue resolver este problema em Portugal.
    Responder
     
     2
    !
  • De Olga18.02.13
    Parece que estamos em S. Paulo.
    Responder
     
     1
    !
  • De m18.02.13
    estes bandidos sabem bem que apos o 25 de abril a postura do povo portugues é em regra geral,cobarde!desde essa data até o simples facto de ter uma bandeira portuguesa fosse onde fosse,éra sinal de fascismo...VOTEM MAIS!
    Responder
     
     10
    !
  • De Suiça18.02.13
    Portugal...Portugal..........
    Responder
     
     2
    !