Sub-categorias

Notícia

Governo corta visitas ao Mosteiro de Rendufe

Monumento beneditino estará de portas abertas apenas dois meses em vez de quatro.
Por Secundino Cunha|13.07.17
Governo corta visitas ao Mosteiro de Rendufe
Foto Direitos Reservados
As visitas ao Mosteiro de Santo André de Rendufe, Amares, foram reduzidas para menos de metade, depois de a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) retirar um dos funcionários que acompanhavam os visitantes. A decisão está a ser contestada pela Associação dos Amigos do Mosteiro, que fala em "grave prejuízo para a cultura e para o turismo".

As visitas a este mosteiro beneditino, cujo edifício conventual foi readquirido pelo Estado e está em obras de restauro, começaram em 2013, através de um acordo entre a DRCN e a Câmara de Amares. Decorriam aos sábados e domingos, durante todo o dia, de junho a setembro. O acordo incluía alguns feriados e épocas festivas, como o Carnaval e a Páscoa.

Inesperadamente, este ano, a DRCN retirou o seu funcionário no mosteiro. Ficou apenas um, mantido pela autarquia, que faz apenas visitas nos fins de semana de julho e agosto, e só da parte da tarde.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub