Sub-categorias

Notícia

Governo remete para o Ministério Público caso do microfone roubado à CMTV

Equipa de reportagem da CMTV foi assaltada em Guimarães.
17.02.17
  • partilhe
  • 0
  • +
A ministra da Administração Interna remeteu o caso do microfone roubado à CMTV para o Ministério Público. "Fiz aquilo que sempre fiz quando tenho conhecimento de algo que possa constituir um ilícito criminal, que foi remeter para quem de direito (...) que é o Ministério Público", disse Constança Urbano de Sousa esta sexta-feira.

A governante reagia assim à carta que lhe foi enviada pela direção do CM e da CMTV sobre o microfone roubado, em Guimarães, durante o julgamento da 'Operação Fénix'.

Em declarações aos jornalistas em Lisboa, Constança Urbano de Sousa disse que "perante tais evidências, e para além das queixas que os lesados possam fazer" o assunto foi "imediatamente" remetido para o Ministério Público.

"Vivemos num estado de direito e, num estado de direito, existem autoridades que se são competentes para a perseguição criminal. Eles devem fazer qualquer coisa", sublinhou, repetindo que caberá ao Ministério Público analisar a situação e agir.


Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub