Sub-categorias

Notícia

Grupo agride e rouba agente da PSP à civil

Três homens estão a ser julgados por crimes, à porta de um bar, no ano passado.
Por Tiago Griff|17.05.17
Três homens estão acusados pelo Ministério Público de agredirem e roubarem um agente da PSP à civil, à porta de um bar na Baixa de Faro, em abril do ano passado. A vítima ficou sem o telemóvel, dinheiro e a carteira, que tinha no interior o distintivo. O julgamento começou ontem.

Grupo agride e rouba agente da PSP à civil
O caso remonta à madrugada de 25 de abril. O agente, de 43 anos, segundo as declarações que proferiu perante o coletivo de juízes no Tribunal de Faro, estava a regressar ao MaiZum bar, na rua capitão Mor, depois de ter ido levantar 100 euros no multibanco para pagar a conta, quando um dos três arguidos, que também tinha estado no bar nessa noite, fechou a porta do estabelecimento.

"Perguntei porque tinha feito isso e sinto um soco na nuca. Caí e fui agredido com mais socos e pontapés por três ou quatro pessoas", revelou o agente, que disse ter tentado levantar-se para fugir, mas não conseguiu. Os agressores, de nacionalidades brasileira e venezuelana, são acusados do roubo dos 100 euros, um telemóvel no valor de 700 euros e a carteira com o distintivo - objetos que nunca foram recuperados.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub