Sub-categorias

Notícia

Há um novo suspeito no desaparecimento de Maddie McCann

Polícia inglesa recebeu mais fundos para seguir novas pistas, que apontarão para cidadão português.
Por Pedro Zagacho Gonçalves|12.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +

Os investigadores ingleses que têm a cargo o caso do desaparecimento de Madeleine McCann, menina que desapareceu em 2007 na Praia da Luz, no Algarve, receberam mais fundos para que a investigação se prolongue, pelo menos, até setembro. A polícia terá pistas que apontam para a existência de um novo suspeito.

Há um novo suspeito no desaparecimento de Maddie McCann


Os fundos de financiamento da investigação seriam suspensos em breve, nas próximas semanas, mas agora o governo inglês aprovou uma extensão de mais de 96 mil euros para a investigação deste novo suspeito, que será português.

O homem terá sido visto perto do Ocean’s Club, onde Kate e Gerry McCann estavam com os filhos, na altura do desaparecimento da menina. A polícia inglesa estará a preparar-se para interrogar o novo suspeito.

"É com agrado que anunciou este novo apoio à polícia inglesa, que está a tentar chegar ao fundo da questão do que aconteceu a Madeleine McCann. Queremos dar um final à história e justiça à família", disse o ministro do Policiamento, Brandon Lewis este sábado.

Já o porta-voz do governo ingles adiantou que "após pedido de novos fundos para a Polícia Metropolitana, foram disponibilizadas 85 mil libras para suportar os custos da Opração Grange, que se vai prolongar de abril para setembro de 2017".

Até ao momento, a investigação do desaparecimento de Maddie já custou aos cofres britânicos mais de 12,5 milhões de euros. Kate e Gerry McCann, pais da menina inglesa, dispõem ainda de um fundo de donativos superior a 800 mil euros. Parte deste dinheiro terá sido usada para pagar as custas judiciais do processo que o casal interpôs – e perdeu – contra Gonçalo Amaral, ex-inspetor da PJ.

Madeleine McCann desapareceu há quase 10 anos, a 3 de maio de 2007.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub