Sub-categorias

Notícia

Homem que matou ex-namorada grávida em Sintra condenado a 21 anos de prisão

Guilherme Grosso degolou e desmembrou companheira que se recusou a abortar.
14.09.17
Um homem acusado de matar uma antiga namorada que estava grávida, em Sintra, e de desmembrar o corpo, que depois enterrou em Salvaterra de Magos, foi condenado a uma pena de 21 anos e meio de prisão.
Homem que matou ex-namorada grávida em Sintra condenado a 21 anos de prisão

Segundo o acórdão, a que a agência Lusa teve acesso, o arguido foi condenado a 20 anos e seis meses de prisão pelo homicídio e a dois anos por profanação de cadáver, tendo o coletivo de juízes aplicado, em cúmulo jurídico, a pena única de 21 anos e seis meses de prisão.

O tribunal deu como provado que Guilherme Grosso, agora com 30 anos, matou em 06 de janeiro de 2016 a ex-namorada, de 32 anos, por esta se recusar a abortar de uma gravidez resultante do relacionamento mantido entre julho e setembro de 2015.

O arguido insistiu "reiteradamente" para que a vítima interrompesse a gravidez, tomando comprimidos, mas perante a recusa acabou por matá-la em Monte Abraão, concelho de Sintra, "por forma concreta não completamente apurada", refere o acórdão.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub