Sub-categorias

Notícia

Irmãos portugueses mortos a tiro durante assalto a talho

Os dois homens, filhos de emigrantes madeirenses, foram baleados esta segunda-feira.
20.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +

"Mãe, está sentada? Tenho uma notícia muito triste da África do Sul". Foi assim que Maria de Fátima recebeu, pelas 6h30 desta segunda-feira, a notícia da morte dos seus sobrinhos. Dois portugueses, João e José Abreu de 45 e 47 anos, foram assassinados esta segunda-feira na África do Sul.

Tia de portugueses assassinados chocada com mortes

João e José Abreu foram baleados num assalto ao talho que tinham num mercado de Pretória. "É um choque muito grande. Eram muito trabalhadores e eram respeitados na comunidade", conta à CMTV Maria de Fátima a partir de Porto da Cruz, na Madeira, de onde a família partiu há várias décadas.

Na loja trabalhava ainda um terceiro irmão, que escapou por não estar no estabelecimento à hora do crime. Pedro Abreu conta à African News Agency que a família já tinha sido atacada pelo mesmo grupo de agressores em ocasiões anteriores. "Eles atacaram a loja a 31 de dezembro. Resistimos e eles começaram a disparar. Fugiram sem levar dinheiro. Era o mesmo grupo que apareceu hoje", conta.

Irmãos portugueses mortos a tiro durante assalto a talho

O empresário lusodescendente conta ainda que "duas semanas depois desse incidente, tive um outro encontro com eles. Estavam fardados como se fossem polícias. "Retiraram-me do meu carro e andaram a conduzi-lo. Como não descobriram dinheiro, deixaram-me ir"

Os homens, descendentes de emigrantes da Madeira, eram donos do estabelecimento e foram atingidos com tiros na cabeça. O assalto ocorreu quando os dois irmãos chegavam ao seu estabelecimento comercial, por volta das 06h30 locais (04h30 em Lisboa), e foram abordados por dois assaltantes.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

Portugal

“Só via bolas de fogo  por todo o lado”

“Só via bolas de fogo por todo o lado”

Celestina Costa, vendedora de peixe, foi apanhada pelas chamas na EN236 e abrigou-se na carrinha refrigerada. Depois ajudou outras pessoas que foram cercadas pelo fogo.

Portugal

PJ cerca bando dos mails

PJ cerca bando dos mails

Todos os envolvidos nas trocas de mails divulgados pelo FC Porto estão na mira da investigação da PJ e do DIAP: do lado do Benfica, da arbitragem e da Liga de Clubes.

pub