Sub-categorias

Notícia

João A. assaltou 14 casas

Uma das principais testemunhas do processo Casa Pia, conhecida pelo nome fictício de João A. foi detida na última segunda-feira pela GNR em flagrante num assalto a um hotel na zona de Colares. Um cúmplice de 27 anos foi identificado e também constituído arguido.
27.09.06
  • partilhe
  • 0
  • +
João A. foi a Tribunal e está em liberdade. João A., de 24 anos, é suspeito de entre Julho e Setembro ter assaltado mais de 14 casas, na sua maioria residências de veraneio, onde praticou pequenos furtos e aproveitou para se alimentar e tomar banho.
Na altura da detenção, na posse de João A. foi encontrado o seu BI, grosseiramente falsificado com uma fotografia de outro homem. Os investigadores vieram a apurar que o documento se destinava a ser vendido a um brasileiro, o homem cuja foto já estava colada no BI.
O detido terá confessado grande parte dos assaltos, bem como ser prática corrente vender bilhetes de identidade seus, falsificados, a imigrantes alegadamente ilegais. Em Julho João A. já fora detido pelas autoridades por crimes da mesma natureza: introdução em casas de veraneio, que a maior parte do ano estão fechadas, prática de furtos, além de consumir alimentos aí guardados e usar as instalações para higiene pessoal e por vezes para pernoita.
Depois de ter sido presente a Tribunal e o juiz ter determinado que aguardasse julgamento em liberdade, João A. voltou às suas velhas práticas e, segunda-feira, foi detido no interior de um quarto do Hotel Miramonte, na zona de Colares, e para o qual já trabalhara, onde se introduzira por uma janela.
Moedas e notas já fora de circulação, carrinhos em miniatura, frascos de perfume, um machado, uma navalha e um telefone sem fios foram alguns dos objectos roubados apreendidos dentro de um saco, no meio do mato, onde os dois assaltantes o tinham escondido.
Depois de ser ouvido por um juiz do Tribunal de Sintra foi-lhe aplicada a medida de apresentações três vezes por semana no posto policial da área de residência.
ABUSADO DESDE OS SEIS ANOS
João A. foi aluno casapiano e é ouvido como testemunha no processo que agora corre em Tribunal. Actualmente com 24 anos e desligado já da Casa Pia, o suspeito é apenas testemunha no processo, uma vez que já prescreveram os crimes de que terá sido vítima. João A. envolveu no escândalo nomes sonantes do PS, como Paulo Pedroso, Jaime Gama e Ferro Rodrigues, além de ‘Bibi’, Jorge Ritto, Carlos Cruz e Manuel Abrantes. Paulo Pedroso e Jaime Gama processaram-no por difamação. O Tribunal veio a pronunciá-lo como arguido no caso de Jaime Gama, mas não no de Paulo Pedroso. Garante que durante oito anos foi um dos alunos da Casa Pia mais requisitados pelo mercado de filmes pedófilos, filmados em Sintra. “Eu era muito bonitinho. Tinha o cabelo louro e toda a gente gostava de mim”, disse ao CM. Foi a testemunha que falou na casa dos ‘Erres’. João A. tinha seis anos quando terá sido pela primeira vez abusado.
INSTABILIDADE E FALTA DE ESTRUTURA
Impulsivo e irresponsável, sem projectos de vida claramente definidos e realistas, pelo que assume um estilo de vida parasitário em que só o presente parece contar, ao mesmo tempo que desenvolve um charme e uma especial habilidade para manipular o meio que o envolve, são os traços do perfil de João A. desenhados ao CM pela psicóloga criminal Filomena Braz. “Por um lado questões de sobrevivência, como o consumo da comida que encontrou nas casas que assaltou, mas pelo outro, um certo à-vontade de quem não se preocupa com o futuro e as consequências dos seus actos, como a prática de higiene ou a pernoita nas casas em que entrou furtivamente, apontam para uma pessoa instável que tem necessidade de cometer certos ilícitos para ter dinheiro suficiente para aquilo que pretende”, afirma a psicóloga.
A provedora da Casa Pia, Catalina Pestana, recusou-se a comentar a detenção de João A., alegando que ele é maior e já não tem qualquer ligação com a instituição que dirige. Diversos advogados do processo Casa Pia recusaram-se também a tecer comentários sobre a detenção da testemunha.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub