Julgado por violar e sequestrar ‘ex

Paulo Roque, de 40 anos, não suportava a separação.
Por Alexandre M. Silva|02.02.18
Foram cinco dias de autêntico terror que a mulher, de 37 anos, viveu no início do ano passado às mãos do ex-companheiro Paulo Roque, que esta sexta-feira começa a ser julgado no Tribunal de Setúbal. Foi mantida sob sequestro dentro da mala de um carro, foi violada e correu risco de vida quando o arguido a levou para casa, em Azinheira dos Barros, Grândola. Foi aí que a tentou asfixiar quando se apercebeu da proximidade da Polícia Judiciária.

Valeu a operação musculada dos inspetores, que evitaram o pior, tal como referiu na altura o diretor da PJ de Setúbal, Vítor Paiva. "Estava a agredir brutalmente a vítima e a tentar asfixiá-la. Fomos nós que os separámos, a libertámos e que lhe cortámos a fita que tinha à volta do pescoço", revelou.

O terror da mulher começou no dia 1 de janeiro de 2017. Paulo Roque não se conformava com a separação e com uma queixa por violência doméstica. Esperou a vítima à saída do trabalho, partiu um vidro do carro e sequestrou-a durante cinco dias.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!