Sub-categorias

Notícia

Mãe homicida recebe plano para usar arma

Sónia Lima, a cumprir 25 anos, recebeu carta na cadeia com explicações sobre como usar uma pistola.
Por Magali Pinto|19.05.17
Sónia Lima foi condenada em fevereiro deste ano à pena máxima em Portugal, 25 anos de cadeia, por ter atirado as duas filhas – Samira, de quatro anos, e Viviane, de 19 meses – para as águas do Tejo em Caxias, Oeiras.

A cumprir pena na cadeia feminina em Tires, Sónia Lima foi sujeita a uma rusga na sua cela, quarta-feira à noite, depois de as guardas prisionais terem controlado a correspondência da homicida e apanhado uma carta enviada por um recluso da cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa, com instruções sobre como usar uma arma de fogo – explicava, por exemplo, como apontar uma pistola e como municiá-la.

Na cela nada foi encontrado de ilícito. Na quinta-feira de manhã, a homicida tinha uma diligência para cumprir fora da cadeia e foi necessário reforçar a segurança com, pelo menos, mais uma guarda prisional para evitar que Sónia Lima conseguisse tirar a arma de fogo a uma das guardas que a acompanharam. A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais fez uma participação do caso.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub