Sub-categorias

Notícia

MAI insiste na suspensão de Hugo Ernano

Onda solidária por militar da GNR. Leitor do CM oferece mil euros.
Por Magali Pinto|18.08.16
Ainda antes de começar a suspensão [em abril] o comando-geral da GNR pediu para a sanção ser levantada. O impedimento de trabalhar não vem da GNR", disse o militar Hugo Ernano, que desde abril cumpre oito meses de suspensão, na sequência da condenação por ter morto um jovem de 13 anos que acompanhava o pai num assalto em Loures.

Hugo Ernano aponta o dedo ao Ministério da Administração Interna. O CM contactou ontem o gabinete da ministra Constança Urbano de Sousa que respondeu desta forma: "A ministra da Administração Interna tomou oportunamente a decisão em face de todos os elementos pertinentes do processo. Não acolheu, contudo, a proposta da IGAI para a expulsão, optando pela medida mais favorável de suspensão, permitindo, assim, que [o militar da GNR Hugo Ernano] regresse à GNR." Desde que o CM denunciou a situação precária do militar, várias pessoas têm contactado o CM para oferecer ajuda. Um leitor, sob anonimato, ofereceu mil euros para ajudar Ernano e a família.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub