Sub-categorias

Notícia

Maioria dos mortos de Pedrógão decorre de situações sem pedido de socorro

Fogo que começou em 17 de junho em Pedrógão Grande, propagou-se a concelhos vizinhos, provocou 64 mortos e mais de 200 feridos.
Por Lusa|09.08.17
  • partilhe
  • 1
  • +
A maioria das pessoas que morreram no incêndio que deflagrou em junho em Pedrógão Grande resulta de "situações para as quais nunca chegou a haver qualquer alerta", conclui um relatório da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

O relatório, esta quarta-feira publicado no portal do Governo, refere nas considerações finais que "a maioria das vítimas mortais decorre de situações para as quais nunca chegou a haver qualquer alerta", pelo que "foi impossível o conhecimento e consequente resposta" a essas mesmas situações.

O fogo que começou em 17 de junho em Pedrógão Grande, propagando-se a concelhos vizinhos, provocou 64 mortos e mais de 200 feridos, segundo um balanço oficial.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub