Sub-categorias

Notícia

Marcelo diz que "não se pode agora adormecer à sombra da bananeira"

Presidente da República saudou o anterior e o atual governo pelo encerramento do Procedimento por Défice Excessivo.
Por Lusa|16.06.17
O Presidente da República saudou esta sexta-feira novamente o anterior e o atual governos pelo encerramento do Procedimento por Défice Excessivo (PDE), mas advertiu que "não se pode agora" cometer o erro de "adormecer à sombra da bananeira".

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa "é compreensível que haja o cumprimento de promessas governativas e até de entendimentos existentes na maioria parlamentar de apoio" no Orçamento do Estado para 2018, que se traduzam "num desafogo fiscal e nalgumas vantagens sociais para um número considerável de portugueses".

O chefe de Estado, que falava no final de uma visita à associação Abraço, em Lisboa, acrescentou, contudo: "Não se pode agora fazer aquilo que muitas vezes é um erro nacional que é adormecer à sombra da bananeira, considerar que está adquirido o que demorou cinco anos e meio a obter e, por uma precipitação, por um excesso, por uma falta de linha orientadora, questionar aquilo que é fundamental".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

Portugal

“Só via bolas de fogo  por todo o lado”

“Só via bolas de fogo por todo o lado”

Celestina Costa, vendedora de peixe, foi apanhada pelas chamas na EN236 e abrigou-se na carrinha refrigerada. Depois ajudou outras pessoas que foram cercadas pelo fogo.

Portugal

PJ cerca bando dos mails

PJ cerca bando dos mails

Todos os envolvidos nas trocas de mails divulgados pelo FC Porto estão na mira da investigação da PJ e do DIAP: do lado do Benfica, da arbitragem e da Liga de Clubes.

pub