Sub-categorias

Notícia

Mata em assalto e leva perpétua

Português matou comerciante com 18 facadas para pagar droga.
Por Sérgio A. Vitorino|17.07.17
Emboscaram o comerciante chinês quando este seguia para casa, numa estrada rural da República da Irlanda, e mataram-no com 18 facadas, para o roubar. O português Virgílio Correia, de 35 anos, foi agora condenado a prisão perpétua, o que na lei irlandesa não implica passar o resto da vida atrás das grades. Cumprirá um mínimo de 16 anos pelo homicídio, agressões à mulher da vítima e roubo.

Nelson Cheung, de 64 anos, seguia com a mulher no carro, em janeiro de 2015, e tornou-se um alvo fácil porque era sabido que costumava transportar dinheiro do restaurante para casa. O tribunal deu como provado que o português e um comparsa irlandês, também condenado, deviam dinheiro a um grupo paramilitar devido ao tráfico de droga. "A violência empregue foi desproporcional ao objeto do roubo", afirmou o juiz.

As 18 facadas foram dadas por Virgílio Correia. A mulher de Cheung foi arrastada do carro pelos cabelos e sofreu ferimentos graves na cabeça a mãos. Foram levados 200 euros, cartões bancários e aparelhos eletrónicos. A polícia descobriu os autores do crime quando um deles tentou usar um dos cartões de crédito roubados para comprar um jacuzzi no site de vendas Ebay. Isto, logo uma hora depois do homicídio.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub