Sub-categorias

Notícia

Médicos burlam Estado em 3,4 milhões

Ao longo de cinco anos, uma rede terá burlado o Serviço Nacional de Saúde.
Por P.G.|15.07.17
Ao longo de cinco anos, uma rede constituída por quatro médicos, um farmacêutico e um gerente de farmácia, terá burlado o Serviço Nacional de Saúde em mais de 3,4 milhões de euros na prescrição de medicamentos.  

Ontem, a PJ anunciou a detenção do farmacêutico, de 45 anos, enquanto os restantes foram constituídos arguidos.

O esquema, que seria liderado pelo farmacêutico de Abrantes, consistia "num esquema fraudulento de venda fictícia, massiva, com apresentação indevida de receituário para medicamentos com elevada participação paga pelo Estado", refere o comunicado da PJ.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub