Militares da GNR de Ílhavo absolvidos de agressões a mulher por falta de provas

Guardas afirmam que a ofendida se apresentava "irrequieta e nervosa".
Por Lusa|07.05.18
O Tribunal de Aveiro absolveu esta segunda-feira, por falta de provas, dois militares da GNR de Ílhavo que estavam acusados de agredir uma mulher com bofetadas, socos e pontapés, causando-lhe várias lesões.

Os guardas, de 37 e 50 anos, responderam, cada um, por dois crimes de ofensas à integridade física qualificada (um deles por omissão). O mais velho estava ainda acusado de dois crimes de injúrias.

Durante a leitura do acórdão, o juiz presidente disse que os dois arguidos foram absolvidos de todos os crimes por falta de provas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!