Sub-categorias

Notícia

Ministro diz que mudanças no curso de comandos mantiveram tropa especial exigente

Dos 57 inscritos no 128º curso, só 13 o concluíram com aproveitamento e receberam a boina.
Por Lusa|11.08.17

O ministro da Defesa Nacional considerou esta sexta-feira em Sintra que os comandos reforçaram a segurança na formação, continuando a ser uma tropa especial exigente, para representar o país em missões como a da República Centro-Africana (RCA).

"O regimento de comandos, naturalmente que na dependência do comando do Exército, fez o trabalho que tinha a fazer, [e] o referencial do curso foi reforçado em aspetos quer quanto à segurança, quer quanto às condições de saúde dos instruendos", afirmou José Azeredo Lopes.

O governante, que falava no quartel da Carregueira (Sintra), no encerramento do curso de comandos e entrega do estandarte nacional à segunda Força Nacional Destacada na RCA, acrescentou que a exigência do 128.º curso é demonstrada pelo facto de que "só 23% dos instruendos é que chegaram ao fim".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub