Sub-categorias

Notícia

Morrem intoxicados por fogo no colchão

Fogo sem chamas deixou casal sem hipótese de escapar.
Por João Carlos Rodrigues|20.06.17
Maria de Lurdes e Abel Duarte viveram mais de 50 anos juntos, sempre na mesma casa, na Calçada do Tojal, em Benfica, Lisboa. E juntos perderam a vida, na manhã de segunda-feira, intoxicados pelo fumo libertado pelo colchão da cama onde dormiam. A morte terá ocorrido durante a noite, mas os corpos só foram encontrados de manhã pela empregada que chegava para trabalhar.

Segundo o CM apurou, o casal, de 77 e 79 anos, estaria a dormir quando um objeto ligado à eletricidade entrou em curto-circuito e incendiou o colchão. No entanto, o fogo não tomou proporções significativas, uma vez que o colchão ficou em combustão sem chamas e ninguém se apercebeu de nada até ser demasiado tarde.

"Quando entrámos no apartamento já nada havia a fazer. Os corpos foram localizados no chão, um junto à entrada de casa e outro no quarto", adiantou o chefe Eduardo, do Regimento de Sapadores de Lisboa. "Nem houve combate às chamas, uma vez que não havia fogo", acrescentou.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub