MP quer ouvir inspetores sobre estratégia de investigação da Operação Fizz

Anabela Ruivo apontou divergências entre PJ e Ministério Público.
11.05.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O Ministério Público (MP) quer ouvir como testemunhas no julgamento da Operação Fizz Pedro Fonseca e Bruno Miguel, da Polícia Judiciária, após o depoimento da inspetora Anabela Ruivo apontar divergências na estratégia de investigação entre PJ e MP.

Anabela Ruivo admitiu na inquirição de quinta-feira em tribunal que a Polícia Judiciária defendia uma estratégia diferente da que foi seguida na investigação, dirigida pelo Ministério Público.

A inspetora revelou que linha de investigação seguida partiu do pressuposto de que a empresa Primagest (envolvida na contratação do ex-procurador e arguido Orlando Figueira) estava ligada à petrolífera angolana Sonangol, que foi presidida por Manuel Vicente.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!