Sub-categorias

Notícia

Mulher acusada de maltratar idosos em lar foi absolvida

Tribunal não deu como provado o tratamento cruel a utentes de lar de Lisboa.
07.12.17

Maria Puresa, uma mulher que estava acusada de maltratar 10 idosos no lar de que era proprietária foi esta quinta-feira absolvida pelo Tribunal Criminal de Lisboa. Começou a ser julgada fevereiro de 2016.

Mulher acusada de maltratar idosos em lar foi absolvida


A mulher estava acusada por atos ocorridos no Lar dos Pastorinhos, em Lisboa, que fechou em 2012.


Na primeira sessão do julgamento, que arrancou a 3 de fevereiro de 2016, a proprietária do lar, à data com 66 anos, negou, ao coletivo de juízes presidido por Flávia Santana, os maus-tratos relatados na acusação, acrescentando que o processo teve origem "em questões de dinheiro" e que foi levantado por uma funcionária. Maria Puresa era acusada de manter os utentes subnutridos e de mandar as funcionárias dar-lhes banho com detergente da louça, vinagre e lixívia.

O tribunal considerou que os factos não estava provados e absolveu a arguida.

Nas alegações finais, que decorreram a 14 de setembro, a procuradora do MP defendeu a condenação da arguida, sem, no entanto, quantificar a pena, tendo os advogados Paulo Graça e Paula Roque pedido a absolvição da cliente.

O lar de idosos A Luz dos Pastorinhos, que estava licenciado e recebia utentes encaminhados por instituições de solidariedade, tinha 24 utentes em janeiro de 2012, que pagavam à instituição uma mensalidade que variava entre 1.535 e 1.750 euros.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub