Sub-categorias

Notícia

Mulher esmagada na fábrica do filho

Apanhava papelão e morreu colhida por uma retroescavadora.
Por Ana Silva Monteiro|19.04.17
Mulher esmagada na fábrica do filho
Acidente aconteceu no interior da empresa Foto CMTV
Maria de Fátima do Carmo, de 71 anos, morreu ontem após ser atropelada por uma retroescavadora, no interior da empresa Rduz, na zona industrial de Argivai, na Póvoa de Varzim. A vítima era mãe dos proprietários da fábrica, gerida por um deles, e tinha por hábito visitar as instalações. As autoridades investigam.

"Fomos alertados para o acidente pelas 11h30. A vítima estava em paragem cardiorrespiratória. Tentámos fazer todo o tipo de reanimação, mas, infelizmente, a senhora acabou mesmo por morrer", referiu ao CM Francisco Nova, comandante interino dos Bombeiros da Póvoa de Varzim. No socorro estiveram também as equipas da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Famalicão e de suporte imediato de vida da Póvoa.

Maria de Fátima ia à fábrica com alguma regularidade. Ao que tudo indica, estava de cócoras a apanhar papelão na altura do acidente. "O funcionário que manobrava a máquina não percebeu que a vítima estava naquele local. Estava a fazer marcha-atrás quando a atropelou", explicou Francisco Nova. Os funcionários das empresas vizinhas só perceberam que algo grave tinha ocorrido quando viram as ambulâncias.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub