Sub-categorias

Notícia

Mulher espancada em casa por médico

Vítima, 50 anos, foi agredida pelo marido e saiu a correr para a rua a pedir socorro. À PSP confessou que era ameaçada de morte e que o clínico tinha arma
31.07.13
Mulher espancada em casa por médico
Mulher viveu vários anos de terror às mãos do clínico na casa em que ambos residem

Um médico de 53 anos foi detido depois de ter espancado a mulher na casa em que vivem, na rua Beato Inácio de Azevedo, em Ramalde, no Porto.

Quando os agentes do Gabinete de Atendimento e Informação a Vítimas (GAIV) da PSP chegaram ao local, alertados por moradores, a mulher, de 50 anos, contou que tinha sido agredida pelo marido e que tinha medo que ele a matasse. Revelou ainda que o companheiro guardava uma arma de fogo ilegal e que a violência doméstica já durava há alguns anos. Ouvido em primeiro interrogatório judicial, o suspeito ficou em liberdade.

As agressões aconteceram anteontem, às 23h20. De acordo com os vizinhos do casal, que alertaram as autoridades, a mulher fugiu para a rua, em pânico, a pedir por socorro. A vítima acabou, porém, por voltar a casa e quando a PSP lhe bateu à porta correu assustada em direção aos polícias. Apresentava alguns ferimentos no rosto e teve de receber apoio hospitalar.

Confrontado, o clínico acabou por confessar que tinha agredido a mulher - que, em lágrimas, relatou o inferno que viveu e as constantes ameaças de morte. Além da arma de fogo ilegal, os agentes apreenderam ao agressor várias munições. O homem foi ontem presente ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto que lhe aplicou como medida de coação apresentações bissemanais à esquadra da sua área de residência. Pode voltar a casa e contactar com a mulher.

O GAIV funciona todos os dias da semana, e durante 24 horas, na esquadra do Bom Pastor, na rua Vale Formoso, no Porto.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
18 Comentários
  • De Sara02.08.13
    Não é verdade,o ser doutor. Sei de 1 senhora que chamou p a PSP, pedindo ajuda e disseram-lhe mais que uma vez, para não participar, pq, os juízes o libertavam e voltaria p casa. Aí a vingança seria pior É esta a Justiça
    Responder
     
     0
    !
  • De gomes31.07.13
    isto e crime publico.....pra kê...
    Responder
     
     6
    !
  • De nevespinto31.07.13
    É sempre o mesmo:a educação é o maior problema do País!A instrução devia ser a base da educação,mas, o que vemos ,é o contrário!...Daí,mais este caso!...E será sempre assim,acreditem!...
    Responder
     
     5
    !
  • De fernanda31.07.13
    ganda castigo!!!!!ganda juiz. Se fosse filha dele gostaria da sentença?
    Responder
     
     11
    !
  • De cita31.07.13
    em Portugal, até a malvadez tem que ter titulo.... !!!!!
    Responder
     
     1
    !

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub