NOSSAS SENHORAS 'VOAM' EM PENICHE

O santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Peniche, foi assaltado na madrugada de quinta-feira e os larápios furtaram a imagem da santa padroeira e outra de Nossa Senhora da Vitória, estando o crime a ser investigado pela PJ de Leiria.
08.06.02
  • partilhe
  • 0
  • +
NOSSAS SENHORAS 'VOAM' EM PENICHE
Imagem roubada da N. S. dos Remédios
Os assaltantes furtaram também o cofre onde estavam os donativos e as receitas da venda de velas, tentaram levar o sacrário e mexeram na pedra do altar, onde estão guardadas as relíquias do patrono da igreja.

Para entrar no interior do santuário, situado junto ao Cabo Carvoeiro, nos arredores da cidade, os assaltantes utilizaram uma janela que dá acesso ao local destinado ao coro, a partir do qual desceram com recurso a uma escadas das obras.

As duas imagens furtadas são "as mais veneradas", disse João Augusto Barradas, director do Centro de Solidariedade e Cultura da Paróquia de Peniche, explicando que "há outras, mas são decorativas e não têm o mesmo valor".

Segundo aquele responsável, as imagens furtadas têm um valor "incalculável", de "tradição, estima e devoção" do povo daquela zona piscatória, pelo que a perda é lamentada por todos de uma forma geral.

Segundo a tradição, a imagem de Nossa Senhora dos Remédios deu origem ao santuário com o mesmo nome, que foi construído no local onde foi encontrada. Não foi possível apurar a idade da imagem, mas sabe-se que os azulejos que envolvem as paredes do santuário são do século XVII. A imagem de Nossa Senhora da Vitória, feita em madeira, pertencia a uma capela que existia no Cabo Carvoeiro e foi destruída pelo fogo, sendo por isso colocada no santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!