Sub-categorias

Notícia

Obras na doca de Faro sem data para avançar

Câmara de Faro voltou a pedir intervenção para acabar com “espetáculo degradante”.
Por Pedro F. Guerreiro|18.05.17
  • partilhe
  • 3
  • +
Obras na doca de Faro sem data para avançar
Revestimento da doca começa a ruir devido ao estado de degradação do muro. Não há data para resolver problema Foto André Guerreiro
Depois de mais um abatimento de uma parede da doca de Faro, no final de maio, a Câmara de Faro voltou a pedir à Docapesca medidas concretas para resolver os problemas do espaço, que apresenta "um espetáculo degradante para todos os farenses e um péssimo cartão de visita para milhares de turistas". Já a Docapesca garante que "a ocorrência não apresenta qualquer risco para pessoas e bens" mas não adianta quando vai avançar uma intervenção no local.

Depois de já ter alertado para a situação em novembro de 2016, o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, enviou um novo ofício à Docapesca em que refere que "os abatimentos do dia 26 [de abril] deixam transparecer ainda mais o estado de degradação a que a Doca de Recreio chegou". Entre outros aspetos, o autarca destaca o assoreamento do leito, e, em baixo mar, "o cheiro nauseabundo". Por isso, Rogério Bacalhau lamenta que ainda não tenha tido início "um plano de intervenção que salvaguarde esta zona nobre da cidade de Faro" e que "afeta diretamente cerca de 500 famílias utentes da doca".

Contactada pelo CM, a presidente do Conselho de Administração da Docapesca, Teresa Coelho, refere que, na sequência do abatimento, aquela entidade "está a desenvolver uma solução, em articulação com empresas especializadas, que permita repor as condições no local o mais rapidamente possível e com os menores constrangimentos possíveis".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub