Sub-categorias

Notícia

Pais de recruta morto em curso dos Comandos exigem indemnização de 300 mil euros

Hugo Abreu morreu a 4 de setembro, no Campo de Tiro de Alcochete.
Por Lusa|17.07.17
Os pais de Hugo Abreu, instruendo que morreu no 127.º curso de Comandos, formulou um pedido de indemnização cível no valor de 300 mil euros contra o Estado português e os 19 militares acusados, em junho último, no âmbito do processo-crime.

Segundo o pedido de indemnização, apresentado pelo advogado Ricardo Sá Fernandes e que a Lusa teve acesso, os pais de Hugo Abreu pedem uma indemnização de valor global nunca inferior a 300 mil euros, sendo 200 mil euros por perda do direito à vida do instruendo (que tinha acabado de completar 20 anos), 30 mil euros por danos não patrimoniais sofrido pela vítima, 35 mil euros por danos patrimoniais sofridos pela pai e outros 35 mil euros pelos mesmos danos causados à mãe.

De acordo com o jornal Público, que avançou esta segunda-feira com a notícia, também a família do instruendo dos Comandos Dylan da Silva, que morreu em setembro de 2016 no Hospital Curry Cabral uma semana depois de Hugo Abreu, vai apresentar, em breve, um pedido de indemnização civil no valor de 350 mil euros contra o Estado e os militares acusados pelo Ministério Público por crime de abuso de autoridade por ofensas à integridade física.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

Exclusivos

Sócrates tenta calar CM

Sócrates tenta calar CM

Investigação do Correio da Manhã aos negócios de Maria Adelaide e Carlos Santos Silva irritavam José Sócrates.

pub