Sub-categorias

Notícia

Pais exigem 650 mil euros por mortes na recruta

Famílias de Dylan Silva e Hugo Abreu, mortos na ‘prova zero’ do curso 127, reclamam.
Por Sérgio A. Vitorino|18.07.17
Os pais de Dylan Silva e Hugo Abreu, os dois militares que morreram em setembro de 2016 na ‘prova zero’ do 127º curso de Comandos, vão exigir 650 mil € de indemnização ao médico e instrutores, e ainda ao Estado.

Segundo os advogados das famílias, os pais dos militares de 20 anos, concordam com a acusação do Ministério Público que imputa a 19 arguidos, entre comandantes de instrução, instrutores, médico e enfermeiros do curso, perto de 500 crimes de abuso de autoridade por ofensas à integridade física.

A família de Hugo Abreu já juntou à acusação o pedido de indemnização de 300 mil euros: 200 mil por perda do direito à vida, 30 mil por danos sofridos pela vítima e 70 mil por danos sofridos pelos pais. Os pais de Dylan devem em breve entregar o seu pedido de indemnização, no valor de 350 mil euros - superior, uma vez que o jovem esteve uma semana a agonizar.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub