Sub-categorias

Notícia

Passa duas noites preso por negar identificação

Foi abordado por ter o carro num lugar para deficientes.
Por Isabel Jordão|04.09.17
A recusa em identificar-se perante um agente da PSP valeu a um homem ser detido e passar duas noites numa cela, até o levarem a tribunal para ser julgado em processo sumário, o que deverá acontecer hoje de manhã, em Torres Novas.
Passa duas noites preso por negar identificação

Segundo apurou o CM, o homem foi abordado por um agente apeado, pouco depois de ter estacionado o carro num lugar destinado a deficientes, pelas 23h00 de sábado. Reagiu com injúrias ao agente e, quando este se afastou para pedir reforços, deu-lhe uma bofetada que o atirou ao chão.

Já na presença dos elementos do carro-patrulha, o homem recusou dizer quem era, onde reside ou mostrar qualquer documento de identificação. Perante a insistência do agente da PSP, ameaçou-o de morte - afirmando que o iria "mandar para o cemitério, para o jardim das tabuletas" -, mantendo uma postura agressiva.

Por ordem do Procurador do Ministério Público, foi detido e levado para o "quarto de detenção" da esquadra de Torres Novas da PSP, até ser levado a tribunal. Além da recusa de identificação, irá responder por injúrias e ameaças ao agente.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub